domingo, outubro 05, 2008

O trilho das lágrimas

Segue o trilho das lágrimas
no avesso do Sol,
na mira das cinzas.
Sente-as na língua,
na curva do pescoço,
sente-as rolar entre os destroços.

Depois voa,
como qualquer pássaro,
até te extinguires no espaço,
na tessitura do vento.

2 comentários:

Ricardo Pulido Valente disse...

mt bom mesmo;)

Sombr|A|rredia disse...

Sinto-as em toda a parte de mim