sábado, novembro 28, 2009

Algumas considerações sobre o Facebook.



O facebook é um lugar estranho... uns andam na máfia de bolso, apanham ossos de peru, trocam e vendem armas e matam uns indivíduos que ninguém nunca viu; a maioria anda a plantar hortaliças e periodicamente encontra gatos, ovelhas negras e frutas mirradas a precisar de fertilizante e há, claro, uns palermas como eu que o usam para anunciar coisas sem interesse nenhum - tais como que vou lançar um livro no dia 19 de Dezembro (sim, é poesia - poesia? que é isso? isso fertiliza?) e esperam que esta malta entre uma apanha da azeitona e dois tiros na lambreta lá apareça (lá é no Ateneu Comercial do Porto) para me dar um hallo e, já agora, comprar o livro (e entre uma regadela da hortaliça e uma troca de maços de notas) ainda consigam ler o livro e tudo!

2 comentários:

Anónimo disse...

Vou pensar no teu caso...

;)

Nopi

marciofo disse...

gostei, crítica com humor.